A árvore e seus frutos – Parte 1

Deus deixou o fruto para que possamos conhecer a árvore. Pode, mesmo que por algum acaso, nascer mangas em pé de jaca? Assim também é com as pessoas. Não se pode haver palavras boas e atitudes contrárias na mesma pessoa, que diz ser de Deus, a partir do momento que a luz não combina com as trevas.
 
É muito comum (talvez você até se identifique com o exemplo) encontrar pessoas dentro das igrejas, com o intuito de conversão, querendo Deus de fato e verdade, mas errando em coisas tão simples por não conhecerem a Verdade (está a aí a importância de ler a bíblia).
 
Você tem um bom caráter, não rouba, não vive nos vícios, leva uma vida “correta”, honesta e isso é o suficiente. Para você. Em contra partida, você é uma pessoa negativa, suas palavras acompanham esse ritmo, apesar de querer se envolver com as coisas de Deus, sua boca não consegue acompanhar esse seu querer, há malícia no seu falar, nas coisas que você conta e espalha e você acaba pecando no falar.
 
Seria algo muito simples de mudar se parasse por aí, caso o problema estivesse em sua língua. Você só precisaria se controlar na hora de falar. Mas há um problema maior. A falta do Espírito Santo não a deixa ter o domínio sobre o que você fala. Apenas quem tem esse Espírito pode se dominar.
 
Mas, por que falar? O que a leva a pronunciar palavras tão desprezíveis, verdadeiramente podres? Por que só se encontra malícia no que você fala?
 
 
Texto: Amanda Madureira
 

Camila Teixeira

Casada e serva de Deus. Vivo pela fé inteligente e tenho como objetivo aprender e ensinar | camila@filhosdafe.blog.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *