Estudo do Livro de Jonas

Capítulo 1 – O Chamado e Fuga de Jonas

Já no primeiro capítulo do livro de Jonas podemos aprender 4 lições valiosas, acompanhe quais são:

• Jonas fugiu do chamado que Deus tinha para ele, e se achando dono de sua vida entrou no barco para Társis. Ainda hoje este barco está preparado para ajudar aos que pretendem fugir do chamado de Deus. Entretanto, a consequência desta fuga, nem a pessoa e nem o barco poderão prever! Não fuja do que Deus tem requerido de você, apresente-se como servo todos os dias, pois se Ele te fez escolhido é porque te capacitará, quando abrir a boca não será você a falar. Entenda: você não é a estrela, é apenas o palco. A estrela é Jesus, deixe Ele brilhar! (1 – 5)

• A partir do versículo 5, a bíblia nos conta que Jonas dormia PROFUNDAMENTE, e o capitão do barco se assustou com tamanha dormência de Jonas. Como que no meio de uma tempestade tamanha, sabendo que estava fugindo do Senhor dos Senhores, Jonas conseguiu dormir? A resposta é simples, Jonas já estava morno (Apoc. 3 – 16) e insensível à voz do Espírito Santo. O puxão de orelha que Deus dava, já não surtia efeito nenhum, a intimidade com Ele já havia ido embora do coração e da vida cotidiana de Jonas. Quem sabe você não está nessa situação? Deus sempre enviará alguém para tentar despertar os que dormem, mas a reação depende da pessoa! A bíblia não nos relata que Jonas levantou e mudou a situação, o trecho seguinte nos mostra que Jonas foi lançado à sorte. Quem não se submete a Deus, se submete a sorte deste mundo, e o resultado é uma vida amargurada, repleta de “e se…”, incertezas e vazio!

• Jonas revela o que os marinheiros devem fazer para que a tempestade pare e revela o motivo dela estar acontecendo do versículo 11 em diante. E é nesta situação da vida de Jonas que percebemos o quanto fugir do chamado de Deus acarreta tristeza para vida da pessoa, ela se torna maldição para quem está ao seu redor. Jonas era o motivo da violenta tempestade na vida daqueles homens, o risco de morte estava ali enquanto Jonas estivesse. Temos a escolha de sermos benção ou maldição para a vida das pessoas que convivem conosco. Qual será a sua decisão?

• “Tomados de grande temor ao SENHOR, os homens lhe ofereceram um sacrifício e se comprometeram por meio de votos.” (1 – 16)

O mal testemunho de Jonas e as consequências de sua má escolha foram exemplos e motivo para a conversão daqueles homens, que no início do texto mostram que tinha deuses diferentes. Entretanto, vale muito mais a pena sermos testemunhos para muitos e vivermos em continuidade na luta espiritual que travamos todos os dias, do que sermos “tristesmunhos” do que não se deve fazer ou viver diante de Deus.

Capítulo 2 – A Oração de Jonas

A oração feita por Jonas é a que deveria ser feita por muitos de nós. Se humilhar e reconhecer o quão baixo você chegou, é algo agraciado por Deus! Neste capítulo Jonas se prostra e afirma “Fui expulso da tua presença, contudo, olharei de novo para o teu santo tempo. As águas agitadas me envolveram, o abismo me cercou, as algas marinhas se enrolaram em minha cabeça. Afundei até chegar aos fundamentos dos montes…” – Jonas conta para Deus todos os seus erros, tudo o que lhe fez se afastar e nos ensina que chegar ao fundo do poço não significa o fim e sim o começo, você encontra os fundamentos, tudo o que te foi ensinado sobre Jesus e você esqueceu com o tempo! O próximo e decisivo passo é saber a sua reação ao se deparar com os ensinados: voltar a praticá-los ou usá-los de apoio para sentar no fundo do posso e esperar que alguém lhe ajude?

Capítulo 3 – O Arrependimento de Nínive

Depois da experiência que Jonas teve com o perdão de Deus, ele foi até Nínive e avisou aos ninivitas que Deus destruiria aquela cidade. Por ser uma cidade muito grande, ele percorreu durante um dia para avisar a todos. A reação daquele povo foi se humilhar e crer em Deus, proclamando um jejum e vestindo-se de pano de saco! Todos, até os animais! O Rei se vestiu e sentou-se sobre cinza e decretou que ninguém comeria e nem beberia. No versículo 10 a bíblia nos relata que Deus se arrependeu e não os destruiu, neste momento Jonas mostra que não houve arrependimento de sua parte, mas sim remorso.

Capítulo 4 – A Ira de Jonas

Jonas se revolta contra Deus e em tempos atuais seria como se tivesse dito: “Tá vendo? Eu sabia que viria aqui pra nada, o Senhor é muito bonzinho, logicamente não conseguiria destruir essa cidade! Aff… tira minha vida, é melhor morrer do que passar por essa vergonha de ter dito algo e na realidade nada acontecer. Vou ser visto como bobo e mentiroso!”

No versículo 4, Deus pergunta para ele: “Você tem alguma razão para essa fúria?” – E no decorrer do texto, vemos que Jonas acreditando que Deus ainda fará algo contra aquele povo, cria um abrigo para ele e Deus age com misericórdia e inteligência suprema nesta situação, criando uma planta sobre ele para dar sombra e livrá-lo do calor. Isso faz com que Jonas fique muito feliz, por achar que como nada aconteceu contra ele, logo, estava agindo e pensando certo! Entretanto, na madrugada Deus manda uma lagarta secar a planta e envia um vento ocidental tão quente e forte que quase faz Jonas desmaiar. Novamente se achando no direito de reclamar ele afirma que prefere morrer e Deus novamente pergunta se ele tem razões para estar furioso, sua resposta desta vez é: “Sim, tenho! E estou furioso ao ponto de querer morrer.” – No fim do texto, Deus nos dá uma lição de sua misericórdia e de fidelidade para com aqueles que se humilham e verdadeiramente se arrependem de todo o coração! Jonas se sentia no direito de reclamar por justiça na vida daquele povo, mas quando a justiça foi feita na vida dele, ele tratou rapidamente de se humilhar e esperar a resposta e amor divino. Muitos dentro da Igreja agem dessa forma, Deus deve ser AMOR com ela e JUSTIÇA com os outros!

Conclusão: O livro de Jonas é pequeno em capítulos e enorme em lições. Devemos pedir sempre que Deus tire de nós esse senso de justiça que tem levado tantas pessoas ao fundo do poço. Ele, somente Ele é JUSTO E FIEL para com aqueles que o servem e amam de todo o coração. Se a situação foi injusta, Ele está vendo e tomará as devidas providências, nossa função é CRER. Ou será mais fácil crer com palavras do que com a vida? Com toda certeza que sim, entretanto, vale a pena! Vale depositar a vida e a confiança em um Deus que nunca nos abandonou, em um Deus que deu seu único filho por amor a nós!

Imagem: Internet

Thiago Teixeira

Idealizou o Filhos da Fé junto de seu amigo, Amaury. Desenvolve seu talento diariamente em prol do amor as almas. | Email: thiago@filhosdafe.blog.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *