Humildade x Soberba

“O homem, pois, que se houver soberbamente, não dando ouvidos ao sacerdote, que está ali para ouvir ao Senhor, teu Deus, nem ao juiz, esse morrerá e eliminará o mal de Israel, para que todo o povo o ouça, tema e jamais se ensoberbeça.”  Deuteronômio 17.12,13

Esse pequeno trecho da bíblia retrata parte da lei que Deus outorgou, através de Moisés, para que seu povo (no caso, os judeus) cumprisse.

Eu peço que você dê especial atenção à parte final, na qual se diz “para que todo o povo jamais (…) se ensoberbeça”.

Aqueles cristãos que ao olharem para a própria vida percebem que não cometem nenhum ato que considerem pecado têm a tendência a cobrar mais daqueles que não cometem erros, pecados, a julgá-los como fracos ou irresponsáveis. Aqueles que fazem algum trabalho direto em benefício da obra de Deus, em geral têm a tendência a falar ou a pensar mal daqueles que aparentemente nada fazem, pois os consideram ociosos.

A soberba é um grande pecado. Uma pessoa soberba não compreende o seu semelhante, além de ter uma enganosa impressão de que é mais forte do que realmente é. Até que chega um dia no qual esta pessoa comete um pecado terrível e chega a questionar sua salvação, sua libertação. Dessa forma sua fé afunda junto com a consciência limpa.

O próprio Jesus declara que qualquer ato feito em favor da obra de Deus na Terra será refletido não apenas em bênçãos aqui na terra, mas em galardão (tesouros) no Céu.

Faça portanto o que estiver em seu coração, sem se importar se os outros estão ou não participando. Se você se propõe a fazer alguma coisa para Deus, para Sua obra, faça sabendo que você será abençoado pelo próprio Deus, e não necessariamente pelos homens.

Aliás, Jesus diz que tudo aquilo de bom que você fizer deve ser em segredo. Dessa forma Deus pode exaltá-lo . Mas se, por exemplo, você dá uma esmola para um mendigo e alguns amigos vêem essa cena, certamente dirão “que pessoa boa, que compaixão”. Esse reconhecimento humano será a sua bênção. E dos céus não vem nada.

Agora pense, não é muito melhor a exaltação de Deus do que um simples e passageiro elogio de alguns poucos? Da próxima vez que você for beneficiar alguma pessoa de alguma forma, não chame atenção para si próprio quanto a isso. Deixe em segredo, e você verá o que vai acontecer.

Da mesma forma, não se comporte de modo soberbo para com outras pessoas. Todos nós erramos todos os dias, por mais que nos esforcemos e pensemos que não pecamos. Se alguém que você conhece fez alguma besteira, ore por essa pessoa, não a condene, não fale mal dela, não espalhe seu erro. É ela que passa por isso hoje, mas o que impede de ser você o apontado amanhã? Estamos todos em um corpo de carne, e temos que “vigiar e orar”, como bem nos alertou o Senhor Jesus.

A humildade é uma característica preciosíssima. Já percebeu que geralmente uma pessoa tropeça da forma mais ridícula quando ela está andando e se achando o máximo? É a mais pura realidade, também espiritualmente. Se você em seu coração se acha o máximo, a grande fortaleza, e não reconhece que precisa da força de Deus a cada momento, você acaba caindo, e aí sim se lembra da necessidade de ser humilde e de não apontar o dedo para os erros dos outros, pois nós não somos muito diferentes.

É essa natureza boa que Deus honra. A arca de Noé, por exemplo, foi fechada por fora. Não podia ser aberta por dentro. E Deus mandou que fosse assim, porque Ele sabia que Noé teria o ímpeto de ajudar aqueles que começassem a gritar por socorro ao perceberem que iriam morrer pelo dilúvio, mesmo depois de muitos anos de desprezo.

Seja humilde, seja perseverante, olhando com os olhos espirituais tudo o que fizer. Se você não se acha capaz de ser assim, peça isso a Deus, e Ele não lhe negará uma transformação.

Thiago Teixeira

Idealizou o Filhos da Fé junto de seu amigo, Amaury. Desenvolve seu talento diariamente em prol do amor as almas. | Email: thiago@filhosdafe.blog.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *