O que o espelho me disse

“… Até quando coxeareis entre dois pensamentos?” 1 Reis 18.21

Decisão. É necessária muita força para tomar uma decisão, especialmente quanto ao domínio próprio.

O instinto humano, ou o que os cientistas da respectiva área costumam chamar de homo bios, é o que a Bíblia chama de carne.

Muitas designações para um mesmo inimigo. Aliás, o pior que um cristão ou qualquer pessoa disciplinada pode ter.

Muito suscetível aos estímulos deliberadamente gerados por este mundo tenebroso, o instinto torna-se vítima e vilão quando não controlado.

Em Romanos 7.7-25 – vale a pena conferir – é muito interessante a forma como o apóstolo Paulo aborda o assunto.

É quase um pesadelo. Uma sombra contínua permitida pelo próprio Deus para acompanhar os fracos escolhidos.

Injusto? A História responde a questão.

Todos os fortes um dia foram fracos. Hoje, eles são o que são por conta de seus conflitos. Destaque para conflitos, pois não se trata dos que são travados aqui fora mas dos internos.

Essa verdadeira guerra invisível só tem dois resultados: A queda recorrente e final ou o Amadurecimento; caracterizando, respectivamente, o fraco e o forte.

Muito se fala sobre livre arbítrio, mas a verdade é que para os escolhidos só há uma escolha: O domínio de si mesmo; a Guerra; a Vitória.

Se você se julga fraco, mas escolheu seguir a Fé, então você é um escolhido, por crer naquilo que está prometido aos que creem. Isso te faz forte. E ninguém pode tirar isso de você. Nem mesmo o anjo caído e os tolos que o seguiram. Além do mais, estes deveriam ser a ultima coisa a lhe preocupar se comparados a pessoa que você sempre vê no reflexo mais próximo.

Thiago Teixeira

Idealizou o Filhos da Fé junto de seu amigo, Amaury. Desenvolve seu talento diariamente em prol do amor as almas. | Email: thiago@filhosdafe.blog.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *